03 dez

Agrotóxico mata, desinformação também

30 nov

Projeto Semiárido Sustentável mostra bons resultados

30 nov

Aos 13 anos, menina cria Instagram para comercializar hortaliças em Campina Grande

30 nov

Muito além do planejamento de propriedades rurais

23 nov

Feiras dos quintais produtivos movimentam comunidades no Recife

28 out

Inscrições para os cursos livres do Serta 2021

Quem
somos

Pessoas formadas

realizados

recebidos

de atuação

Ivan Bezerra

Técnico de Agroecologia, Tavares/PB

‘‘O Serta pra mim é mais que uma escola, mais que um curso. Foi onde eu me achei, me descobri. Descobri que posso permanecer no campo, permanecer onde eu vivo, sem precisar me deslocar pra outro estado, em busca de oportunidades. É uma organização que acredita na gente enquanto jovem, agricultor, e faz a gente ter a mesma crença pra transformar a vida.’’
Leia mais

Claudilene Euvira

Agricultora, Quilombo Baixa das Quixabeiras, Betânia/PE

“Quando recebi a cisterna de 52mil litros, da tecnologia de enxurrada, eu decidi não ir pro corte de cana. Recebi também o dinheiro do Projeto Fomento, e comecei a plantar minhas coisinhas. Comprei uma forrageira, fiz o galinheiro, o aprisco dos bodes, uma horta, e estou vendendo na comunidade.”
Leia mais

Anderson da Silva

Técnico em agroecologia, Glória do Goitá/PE

“O Serta representa a mudança, a esperança, o desejo de mudar o campo, o sonho de transformar minha propriedade em um ambiente mais sustentável. Ensinou a valorizar o meu lugar e a transformar minha realidade. Hoje sou um jovem empreendedor, que acredita que é possível viver de forma digna e sustentável no campo, através do conhecimento da agroecologia, seguindo os princípios da permacultura. “
Leia mais

Maria José

Agricultora, Feira Nova/PE

“Fiz um curso de agricultora orgânica no Serta e passei a produzir cerca de 80 toneladas de mandioca por ano. Faço farinha, goma, bejú e comercializo em feiras de orgânicos. Cada feira levo 30k de farinha, 40 de beju, 60 de goma e massa de mandioca. Já pude construir uma casa, fazer o casamento das minhas filhas, viajei muito pra São Paulo, Brasília. Antes eu não podia ir nem no Recife, e hoje já tive oportunidade de fazer muita coisa.”
Leia mais

Confira as últimas edições do Conexão Serta

Receba nosso informativo:

    PARCEIROS

    Veja a lista completa