Sobre



Histórico

O Serta – Serviço de Tecnologia Alternativa – é uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip) que tem como missão formar jovens, educadores/as e produtores/as familiares, para atuarem na transformação das circunstâncias econômicas, sociais, ambientais, culturais e políticas, na promoção do desenvolvimento sustentável, com foco no campo. A organização foi fundada em 1989 a partir de um grupo de agricultores, técnicos e educadores que desenvolviam em comunidades rurais uma metodologia própria para a promoção do meio ambiente, a melhoria da propriedade e da renda e o uso de tecnologias apropriadas. Desde sua origem, teve como foco o desenvolvimento e reconhecimento da importância da agricultura familiar.

Atua a partir de dua Unidades Pedagógicas: em Ibimirim, às margens do Açude Poço da Cruz, e, em Glória do Goitá, no Campo da Sementeira. Obteve o credenciamento do Conselho Estadual de Educação e da Secretaria de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente de Pernambuco (Sectma) onde foi constituído, nos dois campi, escolas técnicas de formação profissional – Centro Tecnológico da Agricultura Familiar –  na categoria de curso profissional de Técnico de Nível Médio em Agroecologia.

O Serta vem contribuindo para a formação e a mobilização das potencialidades de pessoas, das organizações e dos negócios. Criou condições para facilitar processos de apropriação de competências complexas – saber ser, saber conhecer, saber conviver e saber fazer – reunindo jovens, produtores, artistas, educadores, gestores, conselheiros e lideranças em torno dos desafios do desenvolvimento local.

Visão

Ter o Programa Educacional de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável – PEADS consolidado como referência em educação no ensino de nível básico, profissional e superior; estar consolidado na sua capacidade de criar, inovar e disseminar tecnologias apropriadas e interativas; além de contribuir e influenciar na efetivação de políticas públicas de Desenvolvimento Sustentável.

Valores

Cooperação. Solidariedade. Transparência. Entusiasmo. Respeito à diversidade. Ética. Afetividade. Compromisso institucional. Crença nas pessoas. Respeito à preservação da natureza e do meio ambiente. Valorização e respeito às especificidades.

 

 

 

Metodologia

Os princípios, que constituem a base filosófica do Serta, são inspirados em vários autores e vêm sendo reelaborados a partir da prática dos seus educadores e técnicos. As bases do Programa Educacional de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável vêm sendo desenvolvidas desde 1994 e resultam de reflexões e práticas em escolas, programas assistenciais, formação de produtores, educadores e jovens. Alguns dos componentes do Peads foram, inclusive, incorporados ao documento Diretrizes Operacionais para Educação do Campo, elaborado pelo Conselho Nacional de Educação e homologado pelo Ministério da Educação (MEC).

O Peads trabalha com sistemas formais e não-formais de educação, sempre na perspectiva da mobilização social e da construção de bases tecnológicas e sociais que o desenvolvimento sustentável requer. Em todo Brasil, o Serta se tornou referência na proposição e implantação das diretrizes curriculares para as escolas do campo. Atualmente, em aproximadamente 70 escolas de 15 municípios, a metodologia Peads orienta a formação de professores/as.

O Peads trabalha simultaneamente o ensino, a pesquisa e a extensão como instrumentos de inovação, transformação e inclusão social. O processo educativo consiste em investigar as atividades econômicas e as variáveis governantes que inibem o desenvolvimento local dos territórios onde os jovens e os educadores atuam e vivem.

É uma metodologia que promove o desenvolvimento de diversas competências através de ações de sensibilização, pesquisa, problematização, desdobramentos e intervenções capazes de transformar a realidade existente estimulando a autonomia e o protagonismo dos sujeitos sociais da comunidade. Na prática, o Peads se diferencia na medida em que elege:

  • A escola e o aluno como produtores de conhecimento sobre a realidade, em apoio aos processos de desenvolvimento em curso;
  • O adolescente como protagonista e liderança capaz de modificar o seu entorno e as circunstâncias em que vive;
  • A família, como parceira pedagógica, fonte de soluções e não de problemas.

O emprego do Peads transforma os sujeitos sociais em co-autores e co-executores do processo de desenvolvimento. Está aberta ao diálogo com outras metodologias especialmente o Protagonismo Juvenil e a mobilização social. O Peads se estrutura em quatro etapas: pesquisa, análise e desdobramento, devolução para a ação, e avaliação.

O mérito maior do Peads e do Serta é ter conseguido desenvolver um Programa Educacional que interage com a Escola Formal, com o sistema regular de ensino e, ao mesmo tempo, integra, numa síntese, as contribuições da Educação Popular e das experiências complementares à escola.

Estatuto

ESTATUTO SOCIAL – SERTA

 

 

Diretoria 2016-2019

  • Germano de Barros Ferreira
  • Valdiane Soares da Silva
  • Sandro Cipriano Pereira
  • Sebastião Alves dos Santos
  • Paulo José de Santana
  • Alexsandra Maria

 

  • Conselho Fiscal
  • Bruna Manoela Pereira de Lima
  • José Everaldo Rodrigues da Silva
  • Lilian Prado
  • Cláudia Bento da Silva Araújo
  • Paulo Roberto de Lima
  • Cledson Almeida da Silva

 

  • Unidades Pedagógicas De Produção Orgânica – UPPO
  • Alexsandra Maria Da Silva
  • Ana Deyze Nunes Dos Santos
  • Edimilson Porfirio Batista
  • João Joaquim De Santana
  • João Lopes Da Silva
  • Josivam Precino Do Nascimento
  • Leandro Pacheco Da Silva

 

  • Curso Técnico Em Agroecologia
  • Abdalaziz De Moura
  • Aglailson José Da Silva
  • Aline De Melo Correia Guedes
  • Antonio Roberto M. Pereira
  • Bruna Manoela Pereira De Lima
  • Élio José De Souza
  • Janaina Maria Gonçalves
  • Klênia Carla De Mendonça
  • Leandro Jose De Carvalho
  • Paulo José De Santana
  • Rildo Tomé
  • Sandro Cipriano Pereira
  • Sebastião Alves Dos Santos

 

  • Assessoria Política Institucional
  • Lourdes Viera

 

  • Secretária 
  • Luciana Luiza

 

  • Assessoria De Comunicação
  • Marcelo Francisco da Silva

 

  • Programa Cisternas
  • Iraildo Santos Pereira
  • Ivone Sulamita De Farias
  • Marcilio Ferreira
  • Tarciana Da Silva Vieira

 

  • Assistência Técnica E Extensão Rural –  ATER
  • Adelma Anita Da Silva
  • Ana Lúcia De Lima Ferreira
  • Bruna Manoela Pereira De Lima
  • Marcelo Bezerra De Araújo
  • Sueli Maria Neves A. Da Silva

 

  • Biblioteca Marcio Praxedes
  • Marcelo Bezerra De Araújo

 

  • Administrativo
  • Alexsandra Maria Da Silva
  • Ana Deyze Nunes Dos Santos
  • Antonio Melo Da Silva
  • Edemilson José Da Silva
  • Edimilson Porfirio Batista
  • Edjane Josefa Dos Santos
  • Érika Tattyany Da Silva
  • Eraldo Barbosa Da Silva
  • Gláucio Cavalcante Da Silva
  • João Joaquim De Santana
  • João Lopes Da Silva
  • João Rodrigues Da Silva Filho
  • Josivam Precino Do Nascimento
  • Leandro Pacheco Da Silva
  • Luciana Maria Da Silva Souza
  • Maria Do Rosário Pinheiro
  • Maria Edilene Gomes Da Silva
  • Maria Valdilene Hortêncio
  • Paulo José De Araújo
  • Paulo Roberto De Lima
  • Paulo Márcio Barbosa De Arruda Leite
  • Reginaldo B. Gonçalves
  • Rosane Vitória De Santana Silva
  • Sandra Maria Da Silva


Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9