Serta recebe homenagem da Alepe e educador obtém título de cidadão pernambucano

Publicado por Henrique Lee em 6 de agosto de 2019

Foto: Henrique Lee/SERTA

O SERTA completou, no sábado (3), trinta anos. Fundado por um grupo de agricultores, técnicos e educadores que desenvolviam em comunidades rurais uma metodologia para a promoção do meio ambiente, a melhoria da propriedade e da renda e o uso de tecnologias, a organização teve sua trajetória reconhecida e homenageada, nesta segunda-feira (5), pela Assembleia Legislativa de Pernambuco – Alepe. O momento também foi para conceder ao educador Sebastião Alves o Título de Cidadão de Pernambuco.

O deputado estadual Isaltino Nascimento, autor da pauta, parabenizou o Serta e toda a sua equipe pelos 30 anos de atuação, e também ao educador Sebastião pela atuação em prol do desenvolvimento do Estado. A deputada Tereza Leitão, que presidiu a cerimônia, enalteceu o trabalho da organização: “cooperação, solidariedade, ética e respeito ao meio ambiente são alguns dos valores que o Serta definiu como norteadores da sua missão, que vem sendo cumprida com êxito e competência”, disse.

Para Alexsandra Maria, presidenta do Serta, o momento foi de grande conquista e reafirmação da missão da entidade. “O SERTA vem dando grandes passos para a transformação e emancipação de pessoas e contextos sociais, políticos e culturais, por meio da agroecologia, e esse reconhecimento nos coloca na vitrine da responsabilidade de dar continuidade a essa história, que é a história da agricultura familiar, da produção orgânica, da educação popular nordestina. E com a força das pessoas que acreditaram e acreditam na nossa metodologia, vamos celebrar este momento por muitos anos”, considerou Alexsandra.

A solenidade também contou com a apresentação do grupo musical Sopro da Vida, composto por crianças do distrito de Apoti, município de Glória do Goitá, com maestro Rinaldo Silva.

Sobre o SERTA

Aula do curso de Agroecologia na Unidade SERTA Ibimirim – Foto: Henrique Lee/SERTA

A organização foi fundada em 1989 a partir de um grupo de agricultores, técnicos e educadores que desenvolviam em comunidades rurais uma metodologia própria para a promoção do meio ambiente, a melhoria da propriedade e da renda e o uso de tecnologias apropriadas. Desde sua origem, teve como foco o desenvolvimento e reconhecimento da importância da agricultura familiar.

Hoje o SERTA atua nas Unidades Pedagógicas nos municípios pernambucanos de Ibimirim e em Glória do Goitá. Oferece a formação profissional de Técnico em Agroecologia e vem desenvolvendo outros projetos educativos guiados pelo Programa Educacional de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável – PEADS, como Assistência Técnica e Extensão Rural – ATER, com produtores/as familiares; execução de tecnologias sociais para convivência com o Semiárido; e música, com crianças e adolescentes.

Por meio de mais de dois mil técnicos/as formados/as, o SERTA atua em mais de 200 municípios brasileiros, com profissionais diferenciados para o trabalho, para a família e sociedade.

Sobre Sebastião Alves

Foto: Henrique Lee/SERTA

Natural do município de João Dias, no Rio Grande do Norte, Sebastião Alves dos Santos, conhecido por Tião, veio para o Recife em 1984. Graduado em Biologia, complementou os estudos com extensão em Formação de Gestores em Arranjos Produtivos, Agropecuária no Semiárido, Avicultura e Piscicultura. O intitulado cidadão pernambucano ajudou a fundar o primeiro Centro de Treinamento em Agricultura Orgânica do Estado; Sócio fundador e educador do SERTA, Tião idealizou a 1ª Mostra de Ecotecnologias para Convivência com o Semiárido; e venceu o Prêmio Miguel Arraes de Alencar de Inovação Inclusiva. Ele também integra a rede mundial de empreendedores sociais da Ashoka.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9