Versão mobile em manutenção. Acesse a versão desktop.

SERTA » Serta inicia projeto de agricultura urbana no Alto José do Pinho e Vila Santa Luzia
Notícias

Serta inicia projeto de agricultura urbana no Alto José do Pinho e Vila Santa Luzia

12/04/2021 | 12h:14
por Eduardo Amorim

Encontro com a comunidade do Alto José do Pinho aconteceu no Centro Social Dom João Costa (Foto: Eduardo Amorim)

O projeto Vida Saudável nos Morros está começando a reunir pequenos grupos de até cinco idosos para rodas de conversa nas comunidades do Alto José do Pinho e da Vila Santa Luzia, ambas na Zona Norte do Recife. Depois de todo um planejamento para se adaptar à pandemia, uma mudança de estratégia foi necessária para evitar os riscos de contaminação do coronavírus, explica o coordenador do projeto, Guimarães Silva.

A necessidade de passar atuar na agricultura urbana foi fruto de um trabalho de anos do Serta, pensando no sentido de contribuir com a “segurança alimentar e nutricional” das famílias em situação de vulnerabilidade. Hoje, o Brasil convive com a pandemia do novo coronavírus, e este projeto está em sintonia com a necessidade de enfrentarmos o empobrecimento e os riscos à segurança alimentar e proporcionar um ambiente saudável para as pessoas idosas.

Financiado pelo  Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa Idosa, o Vida Saudável nos Morros tem a meta de deixar um legado de duzentos quintais ecoprodutivos, além de dois laboratórios comunitários. O projeto também desenvolve atividades para a saúde e o bem estar psicológico, especialmente dos idosos.  Neste sentido, serão oferecidas oficinas de envelhecimento ativo, danças e músicas, assim que o contato social for reestabelecido.

Marcos Simão mora há 69 anos no Alto José do Pinho e lembra do bairro com bem mais verde (Foto: Lucas Furtunato)

Aos 69 anos, Marcos Simão  conta que viveu toda sua vida no Alto José do Pinho e viu os espaços onde antes haviam plantas serem tomadas pelo crescimento populacional. Macaíba, dendê, azeitona roxa, cajá, oiti e carambola estão entre as plantas da memória dele, que diz que o bairro tinha saguis e até um bicho preguiça. Ele tem participado ativamente das reuniões e promete ajudar na mobilização dos idosos, já que a ideia é criar ou melhorar cem quintais ecoprodutivos na residência dessas pessoas (e o mesmo número em Santa Luzia).

Coordenadora pedagógica do Vida Saudável nos Morros, Glauce Gouveia, diz que “eu não sei aqui (no Alto José do Pinho), mas em muitos lugares a pessoa idosa está excluída da sociedade e esse projeto vem para incluir”, conta, deixando claro que a proposta é ouvir os idosos nas rodas de diálogo para adaptar o projeto diante das dificuldades impostas pela pandemia. O projeto dialoga com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), sobretudo, os objetivos: Erradicação da Pobreza; Fome Zero e Agricultura Sustentável; Saúde e Bem-Estar; Trabalho Descente e Crescimento Econômico; Redução das Desigualdades; Cidades e Comunidades Sustentáveis e Ações Contra Mudança Global do Clima.