Projeto forma jovens a serem empreendedores rurais em Abreu e Lima

Publicado por Henrique Lee em 1 de agosto de 2019

Jovens do Projeto. Foto: Arquivo

Durante quatro meses, trinta jovens participaram de uma formação em agroecologia por meio do Projeto Plantando Ideias, Colhendo Sustentabilidade, realizado pela Faculdade Fafire, em parceria com o SERTA, o Centro de Desenvolvimento Integral Renascer – CDI e a igreja Batista de Aldeia, com apoio da Cooperforte.

Numa área de difícil acesso, de chão de barro, os jovens assentados da reforma agrária, da comunidade Engenho Novo, município de Abreu e Lima, saem de suas propriedades rurais em busca de conhecimento. No espaço do CDI, e em diversos locais de extensão, eles aprenderam sobre cidadania, agricultura de base agroecológica, jardinagem, empreendedorismo e educação financeira.

O mutirão é uma das atividades desenvolvidas pelo grupo. O primeiro foi na casa de Sandyele Pereira, de 19 anos, que fez um composto orgânico. “Todo mundo ajuda um pouco, cada um com sua força, seu tempo, sua habilidade, e quando a gente menos espera o negócio fica pronto e com bom resultado. Depois a gente vai fazer intervenção em outra família, e assim a gente vai crescendo”, conta.

Para a jovem, que havia migrado para São Paulo em busca de oportunidades, voltar a morar no sítio despertou novos olhares. “Esse projeto mudou meu modo de ver o mundo, reconhecer o lugar que vivo e o contato com outras pessoas. Agora quero fazer parte de uma associação para comercializar meus produtos, montar minha empresa de jardinagem, continuar meus estudos para repassar o que sei a outras pessoas da comunidade”, espera Sandyele.

Os jovens já prestam assistência em propriedades da vizinhança, comercializam em feiras agroecológicas, fornecem produtos a empresas de alimentos.

“A meta é garantir que eles estejam inseridos no mercado de trabalho, promovendo diálogo com empresários, estimulando o associativismo e Microempreendedores Individual. Temos estruturado rodadas de negócios com condomínios para contratação de serviços de manutenção de jardins e também para que possamos transformar o espaço urbano em áreas produtivas”, conta Dinabel Vilas-Boas, coordenadora do projeto.

Formatura

Formatura dos jovens. Foto: Henrique Lee/SERTA

Na terça-feira (30), os meninos e as meninas vestiram a beca e, com padrinhos, madrinhas, familiares e amigos, celebraram a formatura do curso de 320h. A cerimônia, marcada pelo sentimento de orgulho, aconteceu no auditório da Faculdade Fafire.

“Esta é uma etapa de transferência de responsabilidades. A partir de agora serão os jovens que darão continuidade a formação de outros agentes, a começar pela própria família”, disse Josivan Precino, educador do projeto pelo SERTA. Ele explica que “a metodologia do PEADS foi desenvolvida nos processos de formação para que proporcionasse um ensino-aprendizagem capaz de gerar um saber individual e coletivo, com reconhecimento de suas identidades, potencialidades e desejo de transformação a partir do local”.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9