Destaque

No Agreste, Agricultores do Projeto Caruaru Agroecológico discutem dados de diagnóstico

Por SERTA
16/09/2022 | 08h:54

Já pensou se a gente consegue transformar Caruaru em uma grande agrofloresta?”. Essa foi uma das falas que surgiram durante a devolutiva do Projeto Caruaru Agroecológico, que aconteceu na última terça-feira(13), na sede da Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR). As informações apresentadas pelo diagnóstico da linha de base dão uma visão geral de como o projeto se depara com a realidade dos agricultores nos quatro distritos do município de Caruaru. O momento contou com a participação dos beneficiários assistidos pelo projeto e da equipe técnica do SERTA e da SDR.

Para o coordenador do projeto, Lael Pontes, essa devolutiva reafirma o lugar de destaque dos agricultores dentro do processo de execução das atividades. “Esse momento é muito importante porque é o cumprimento da nossa metodologia, que vê os agricultores como atores e autores dessa pesquisa”, destaca. Dentro do PEADS – Programa Educacional de Apoio ao Desenvolvimento Sustentável – metodologia e filosofia aplicadas em todos os processos educacionais e projetos implementados pelo SERTA – o espaço de devolutiva reafirma para os beneficiários do projeto, seu lugar de sujeitos da ação. Além disso, como aponta Lael, esses dados nutrem a gestão municipal com informações que podem ser trabalhados dentro de políticas públicas pensadas dentro da temática da agricultura familiar e da agroecologia.

Tamanho da propriedade, escolaridade, renda familiar e escoamento e venda da produção através da internet, foram algumas das questões levantadas. As respostas sistematizadas até aqui, trazem dados que auxiliam não só no desenvolvimento do projeto, mas apontam também para as realidades encontradas no território e como os agricultores têm trabalhado em suas propriedades. Entre os destaques, Lael aponta os altos índices desses agricultores que não usam agrotóxicos ou fazem queimadas, além do número significativo dos que não extraem madeira de suas propriedades. “Eles não estão cortando madeira como faziam antes, quem tem área de preservação tem cuidado de tirar uma estaca, deixar ela rebrotrar, cuidando para plantar outras e isso tem sido muito significativo nessa etapa inicial”, destaca o coordenador.

O projeto, desenvolvido em parceria com a prefeitura de Caruaru através da SDR tem gerado bons resultados. Segundo Chico Dantas, gerente Geral da secretaria, o SERTA tem sido um importante parceiro, tanto do ponto de vista da qualidade do trabalho como do volume de conhecimento acumulado. “Essa parceria tem sido fundamental pra gente porque tem nos ensinado a ter uma nova abordagem junto aos agricultores familiares”, afirma o Gerente.

Caruaru Agroecológico

“Nós podávamos as fruteiras e íamos colocando os materiais ao redor das plantas e isso foi ajudando muito”, diz Fernando da Silva, um dos 41 agricultores familiares acompanhados pelo projeto. Em sua propriedade na Serra dos Pintos, o agricultor já desenvolve práticas que conversam com a agroecologia, no sentido de um cuidado e convivência mais harmônicos com a terra. Numa terra que passou por queimadas, secas e outras intempéries, frutos da mal lida com a terra, Seu Fernando afirma que hoje sua propriedade se destaca, “diz que minha propriedade é quase como uma agrofloresta, né?”.

O Projeto Caruaru Agroecológico, tem como proposta estimular o desenvolvimento socioeconômico do município do Agreste Central de Pernambuco, acompanhando agricultores familiares na implementação de Sistemas Agroflorestais. Através de ações de produção agroecológica, formação técnica e estruturação de processos de comercialização, o projeto busca promover a segurança alimentar e nutricional das famílias, no âmbito da geração de renda e melhoria na qualidade de vida. O Projeto é uma parceria do SERTA com a Prefeitura de Caruaru e o Sebrae Caruaru.

Compartilhe:
Pin Share

Mais notícias