Jovens do Serta têm projetos contemplados pelo Programa Novos Rurais

Publicado por Romário Henrique em 26 de maio de 2017

Foto: Romário Henrique

Um dos grandes desafios da agricultura familiar no Brasil é de manter a juventude atuando como protagonista em empreendimentos rurais. Este cenário pode mudar se houver investimentos nas ideias e ideais da juventude camponesa. É o que acontece na vida de 18 jovens, estudantes do curso técnico de agroecologia do Serta, que além do ensino oferecido de forma gratuita, agora têm como investir nos projetos produtivos que foram contemplados com o Programa Novos Rurais.

A identificação dos Projetos Produtivos se deu a partir das necessidades apresentadas pelos estudantes, considerando a igualdade de gênero, inovação, o envolvimento da família na atividade, o desenvolvimento dos aprendizados do curso de agroecologia, projetos existentes e com perspectiva de continuidade.

Dentre os contemplados, aparecem projetos ligados à aquisição de equipamentos para melhorar a produção; escavação de barreiro; sistema de irrigação; construção de tecnologias alternativas, hortas e galinheiros.

A estudante de agroecologia Alícia Lima (foto), 19 anos, mora com avós, tios e primos na zona rural do município de Timbaúba/PE. Eles possuem uma área equivalente a oito hectares, sendo utilizada a metade como reserva ambiental e a outra parte para produção de alimentos, em especial no cultivo de laranjeiras, de onde vem a principal fonte de renda da família.

A grande dificuldade da jovem é fazer com que a produção de laranjas aconteça o ano todo, já que as plantas não são irrigadas e sofrem com a estiagem. A ideia de Alícia foi justamente adquirir aspersores, canos, mangueira e uma bomba d’água para fazer circular a água do rio no pomar. “Eu pensei em irrigação, já que as laranjeiras só recebem água na época das chuvas. Espero que meu projeto aumente nossa produção, aumente a renda da família e dê condições de novos investimentos”, disse esperançosa.

“Agora a gente sonha e quer realizar muito mais, vivendo da nossa terra”

O educador Paulo Santana, coordenador do Projeto pelo Serta, avalia como um fomento necessário à juventude camponesa: “É um Programa que envolve a família e comunidade, emancipa as mulheres, mune a juventude rural com instrumentos capazes de torná-los autores sociais com capacidade de melhorar a condição de vida da comunidade, fortalecendo a economia solidária local”.

“Eu não acreditava que eu iria conseguir. Minha família nunca acreditou. O Programa Novos Rurais mostrou que o que a gente sonhava não era fantasia da nossa cabeça. Agora é realidade. Agora a gente sonha e quer realizar muito mais, vivendo da nossa terra”, conta Alícia.

O Programa Novos Rurais é desenvolvido por diversas organizações sociais educativas do Brasil, investindo em estratégias de diversificação produtiva e comercial entre jovens que vivem no campo.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9