Construção do 3º laboratório de ecotecnologias é iniciado pelo Serta, no Cabo de Santo Agostinho

Publicado por Henrique Lee em 20 de julho de 2020

Foto: @henriqlee /SERTA

O lugar é de difícil acesso. Do asfalto da BR 101 até a comunidade Sacambu, cidade do Cabo de Santo Agostinho, são pouco mais de 10km de estrada de massapé, típico solo da região que faz divisa com a Zona da Mata pernambucana. Bem próximo ao lugar, que dá nome a uma planta leguminosa, fica a barragem do Pirapama, que abastece Recife e parte da Região Metropolitana. É lá que moram cerca de 40 famílias de pequenos agricultores/as familiares, que iniciaram na última semana um mutirão para construção de um laboratório com ecotecnologias.

A ação faz parte do Projeto Laboratórios Vivos de Ecotecnologias para o Desenvolvimento Sustentável do Território, desenvolvido pelo Serta, em parceria com a empresa Suape, que fomenta a segurança alimentar e geração de renda para inclusão socioprodutiva em comunidades consolidadas no território do Complexo Industrial Portuário de Suape.

Em Sacambu, o laboratório vivo está sendo construído pelos moradores/as da associação local, com a participação de técnicos/as e estudantes de agroecologia do Serta. Inicialmente, doze ecotecnologias estão sendo confeccionadas, dentre elas, a cisterna ferro e cimento, composteira em alvenaria e caseira, aquaponia, o minhocário, desidratador solar e Sistema Agroflorestal.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9