Comitiva do Serta se reúne com governador pela continuidade da escola técnica

Publicado por Henrique Lee em 21 de fevereiro de 2018

O Serta, que atua na formação de educadores/as, agricultores/as, jovens, mulheres do campo há quase três décadas, tem lutado pela continuidade da formação técnica em Agroecologia, com financiamento do Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria Estadual de Educação, onde foram formados aproximadamente dois mil técnicos/as nas Unidades Pedagógicas de Ibimirim e Glória do Goitá/PE.

Para avançar na garantia da continuidade do curso, o presidente do Serta Germano de Barros, acompanhado do fundador do Serta Abdalaziz de Moura, da assessora institucional Lourdes Vieira e do vereador de Glória do Goitá Alberes Rufino, participaram da reunião de articulação com o governador Paulo Câmara, o Chefe de gabinete João Campos, secretário da Casa Civil Nilton Mota e com o deputado estadual Isaltino Nascimento, nesta terça-feira (20), no Palácio do Campo das Princesas, para dá prosseguimento ao processo de efetivação e financiamento.

De acordo com o presidente do Serta Germano Barros, com o Projeto de Lei 1625/2017, apresentado pelo deputado estadual Isaltino Nascimento, aprovado pelas comissões da Alepe em dezembro do ano passado, e que aguarda mais uma aprovação, “o curso de agroecologia do Serta passará a ser um programa do Estado, tornando-se uma ação estratégica permanente que irá garantir que os/as agricultores tenham acesso ao ensino profissional conduzido pela unidade que é referência mundial em educação do campo”.

Os resultados desse investimento se dão na prática em mais de cem municípios pernambucanos e em oitenta de outros estados do Nordeste, a partir de ações que refletem a emancipação das pessoas, seja na produção de alimentos de base agroecológica, no protagonismo juvenil, de mulheres, na incidência política. “A missão de tornar o campo viável e sustentável é um desafio constante, e o Serta tem contribuído visivelmente na construção desse desenvolvimento”, considera Germano.

Uma legião de egressos, estudantes e parceiros do Serta tem figurado com destaque nos espaços de proposição de políticas públicas do Estado, para que, dentre outras propostas de fortalecimento aos povos rurais – especialmente para agricultura familiar, a escola técnica de agroecologia do Serta seja concebida como política pública.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9