Notícias

Aquaponias movem o presente e despertam o futuro da juventude rural

20/09/2021 | 08h:18
por Henrique Almeida

A forte estiagem que impossibilitou o crescimento da lavoura dos pais de Maria Cristina, de apenas 13 anos, do assentamento José Antônio Eufrozino, município de Campina Grande/PB, impactou negativamente na renda da família, que esperava ter alimentos para as cabras, para repor o estoque de consumo próprio e também para comercializar. A paisagem do chão pedregoso e cinzento demonstra a condição imprópria ao plantio, que por hora aguarda a chegada da chuva, há dez meses deixando os/as agricultores/as do território aperreados/as.

Recém formada no curso de Agente de Desenvolvimento Local, que tem ênfase no Clima – ADL Clima, a jovem percebeu que o clima tem mudado no município, e enxergou na aquaponia recém instalada por ela e outras oito jovens da vizinhança, com apoio de técnicos do projeto Juventude INNOVA, uma oportunidade de produzir o ano todo, independente das condições climáticas.

“Pretendemos aumentar o sistema pra poder aumentar a produção e, assim, ter mais produtos para o consumo de casa, pra vender e ter renda também”, estima Cristina.

A mobilização das meninas que participam do projeto fez brotar alface, cebolinha e outras hortaliças, em nove residências do assentamento Eufrozino, em pleno auge da seca. Tilápias e galinhas também estão consorciadas ao sistema, movido através da energia de placas solares.

O novo modelo de plantio da casa de Cristina foi conferido pela equipe do IICA nas casas das jovens Letícia dos Santos, Ana Beatriz e Iza Vitória, que protagonizaram a apresentação da aquaponia implementa pelo Serta, junto as beneficiárias.

“Sabemos montar todo esse sistema. A maior dificuldade foi no manuseio das ferramentas, mas aprendemos tudo, anotamos e quem quiser fazer uma dessas, a gente se junta (as meninas da comunidade), uma tira a dúvida da outra, e faz”, disse Iza Vitória.

O Projeto Juventude INNOVA, associado ao macroprojeto INNOVA Agricultura Familiar, é realizado pelo SERTA em municípios do Planalto da Borborema, na Paraíba, com o apoio do Instituto Interamericano de Cooperação para a Agricultura – IICA e Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola – FIDA.

Compartilhe:
Pin Share