14 princípios agroecológicos para conservação do solo

Publicado por Henrique Lee em 10 de maio de 2017

Foto: Romário Henrique/SERTA

A perda de solos produtivos prejudica a produção de alimentos e a segurança alimentar, aumenta o preço dos alimentos e pode se agravar numa tragédia de forme e pobreza. Temperaturas elevadas, a exemplo da região do Semiárido brasileiro, assim como inundações impactam na fertilidade do solo.

O acúmulo de sais no solo diminui o rendimento das culturas e pode extinguir por inteiro a produção vegetal. No Brasil, a área que apresenta este problema em grande proporção é o Nordeste, geralmente provocada por irrigação em áreas impróprias. A acidez do solo é também um grave obstáculo, os motivos se relacionam com o desmatamento e a agricultura intensiva.

O Serta preparou 14 princípios para você aprender a cuidar bem desse elemento essencial para geração de alimento e vida. Confira:

1 – Plante tudo junto e misturado, evitando a monocultura;
2 – Mantenha o solo sempre coberto com vegetação e cobertura morta;
3 – Proteja o solo dos raios solares, não deixando a temperatura do solo ultrapassar os 25 graus;
4 – Se for plantar em terrenos altos, utilize curvas de nível;
5 – Não repita a mesma cultura na mesma área por anos consecutivos;
6 – Sempre devolva matéria orgânica para o solo (restos das culturas) pelo menos a cada três meses;
7 – Diminua a distância entre as plantas;
8 – Evite o uso do fogo (queimada) como prática de preparo do solo;
9 – Aumente o plantio de árvores na sua propriedade;
10 – Não deixe de forma alguma a água escorrer. Crie formas de fazer a água infiltrar-se;
11Conheça o caminho das águas na sua propriedade e use técnicas de armazenamento da mesma;
12 – Evite o uso de insumos químicos industriais;
13 – Não are o solo muito profundo, conheça a profundidade do solo agrícola;
14 – Proteja o solo do vento implantando quebras ventos.



Deseja contribuir com essa iniciativa?
Banco do Brasil: AG 2081-8 | C/C 8437-9